História

A Faculdade São Luiz, credenciada pelo MEC em 2004, insere-se em uma longa tradição de ensino de Filosofia em Brusque (SC). A Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, com o objetivo de atender às necessidades formativas de seus membros, criou um curso de Filosofia, em 1933, na cidade de Brusque (SC). Iniciava assim a sua atuação no campo dos estudos filosóficos que perdura até os dias atuais. Pe. Dorvalino Koch, scj, em seu livro Convento SCJ (p. 96) diz que no dia 20 de fevereiro de 1933, numa segunda-feira, às 8h30m, no Convento Sagrado Coração de Jesus, em Brusque, teve lugar a aula inaugural do primeiro Curso Superior de Filosofia em Santa Catarina, numa preleção feita pelo Pe. Prof. Dr. Roberto Bramsiepe, scj, que recentemente viera da Alemanha para esta finalidade.

A estrutura curricular do curso, continua o mesmo autor, continha disciplinas como Lógica, Teoria do Conhecimento, Ontologia, Cosmologia, Antropologia Filosófica, Teologia Natural (Teodicéia), Ética, História da Filosofia e Sociologia entre outras. Em 1973, por iniciativa dos professores do Curso de filosofia, tendo como principal idealizador o Prof. Pe. Dr. Orlando Maria Murphy, scj, foi criada a Fundação Educacional de Brusque (FEBE) (Lei Municipal Nº 527, de 15 de janeiro de 1973) e a Escola Superior de Estudos Sociais (ESES) que habilitava professores para o ensino de Educação Moral e Cívica através do Curso de Estudos Sociais. Tal curso, de duração de três anos, além das disciplinas próprias de sua área, mantinha em sua grade curricular todas as disciplinas filosóficas. Atendia tanto à necessidade de preparação de professores para a rede de ensino municipal e estadual na região, como também aos estudantes da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus que passaram a freqüentá-lo. Logo, o curso atraiu para Brusque estudantes provindos de várias dioceses de Santa Catarina.

Em 22 de maio de 1987, pelo decreto nº 94.363/87, foi autorizado o curso de Filosofia, cujo reconhecimento ocorreu pela Portaria Ministerial nº 666/92 de 12/05/1992. Ao longo de sua história, a FEBE sempre contou, entre os seus colaboradores, com membros da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, tanto em cargos diretivos como em seu corpo docente.

No ano de 2000, por razão de remanejamento interno de seu sistema formativo, a Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus resolveu criar, em Brusque, sua própria Instituição de Ensino Superior, que veio a se chamar Faculdade São Luiz, com a finalidade de oferecer um curso livre de Filosofia para seus estudantes.

No dia 2 de março de 2001 iniciavam as aulas, em um amplo edifício de sua propriedade, na Av. das Comunidades, 233, com 61 estudantes matriculados. O ano letivo de 2002 iniciou com 125 estudantes matriculados e um corpo docente bem qualificado contando com 4 doutores, 6 mestres e 2 especialistas. Em 2003 o número de estudantes matriculados chegou a 133. Neste mesmo ano a Faculdade São Luiz entrou com o pedido de credenciamento e autorização de funcionamento do curso de Filosofia. No dia 18 de novembro de 2004 foi credenciada pelo MEC, com a Portaria Ministerial nº 3830 (D.O.U. 19/11/2004) e recebeu a autorização de funcionamento do Curso de Filosofia através da Portaria Ministerial nº 3831 (D.O.U. 19/11/2004). O primeiro Processo de Seleção ocorreu no dia 1º de fevereiro de 2005 e no dia 14 de fevereiro iniciavam as aulas com 78 alunos matriculados. Teve seu Reconhecimento de Curso de Filosofia pela Portaria MEC/SESu no 384 de 19/03/2009 publicada no D.O.U., 20/03/2009. No dia 7 de novembro de 2013, obteve autorização do Curso de Administração (Bacharelado) pela Portaria MEC/SERES Nº 567 (D.O.U. 8/11/2013) com Conceito de Curso nota 4 (de 1-5).